SED
EMPRESA  PARA  O  DESENVOLVIMENTO  DO  TURISMO  DE  AVENTURA
 
INICIO > A SINALIZAÇÕA
     
  A SINALIZAÇÃO  
 

Antes de utilizar os sinais de urgência, confira a urgência da situação. Se for o caso não entre em pânico, faça a gestão das urgências vitais e ponha no sítio a sua sinalização. Pode multiplicar as soluções mas sem perturbar a compreensão dos sinais.

 
   
 

 

ANTES DE COMEÇAR

 
  A primeira coisa deve de ser a prevenção. Conhecer o seu percurso, suas competências e seu material. Depois tem de prevenir os próximos do seu itinerário, um amigo, um vizinho ou o ofício de turismo do seu ponto de partida por exemplo. Tem também de se informar sobre os riscos em curso, avalanches, queda de pedras, cheias e a meteorologia.  
 

 
 

 

SINAIS RECONHECÍVEIS PARA SE SINALIZAR QUANDO PRECISA DE AJUDA

 
 

O quadrado vermelho ou “red flag”

Está presente as vezes em alguns kits de socorro, um tecido vermelho quadrado de 1m por 1m.
Pousado e esticado no chão significa urgência absoluta. É simples e universal. Se não tiver essa bandeira, pode utilizar roupa de cores vivas ou uma manta térmica do lado laranja dobrada em quadrado. Confirme que pode ser visto do seu, debaixo das árvores não funciona.

Fumo com fogo e fumígeno

Se dispor de fumígeno de sinalização então aponta por cima da sua cabeça num local aberto. Pode também fazer uma fogueira e queimar vegetação ainda verde ou folhas o que produz muito fumo, será visto de muito longe. De noite o fumo é menos visível, componha um triângulo com 3 fogueiras, esta forma inabitual chama bem a atenção.
Depois de ouvir o meio aéreo em aproximação, tem 3 minutos para se sinalizar, se não for visto poderá ser tarde de mais.

Os braços em Y ou N

Se os meios aéreos vos viram, levante os braços em V de forma a formar um Y com o corpo todo. Y de “Yes” significa que sim, precisa de ajuda. Ao contrario, uma diagonal com os dois braços, um em cima e o outro em baixo, indica a letra N, para “No”, não preciso de socorro. Relembro que é importante de não fazer sinais aos meios aéreos que passam por cima da sua cabeça quando está tudo bem, pode causar dúvida.

O SOS

A palavra SOS é um sinal informativo de telecomunicações utilizado para solicitar auxílio em situações de necessidade de socorro. Quando no formato de código Morse.
E esse sinal é grafado • • •  – – – • • • e transmitido segundo esse padrão.

> História

Assim como ocorria na telegrafia usada em terra, o código Morse também era o método usado pelos operadores de comunicações das embarcações navais.

Antes da convenção de 1906, vários países e organizações decidiam individualmente quais os códigos suas embarcações usariam, e o código até então mais amplamente adoptado era o CQD (-.-. --.- -..) criado pela companhia Marconi International Marine Communication: as primeiras duas letras C (-.-.) e Q (--.-)  já eram usadas na telegrafia terrestre para anunciar uma "chamada geral" (broadcast) para todas as estações de rádio, ao passo que a letra D(-..) foi adicionada como uma referência à palavra inglesa distress, que significa algo como "perigo", "angústia" ou "aflição". 

Foi então em 1906 que a comissão internacional de Berlin sobre as transmissões de rádio propõe de trocar pelo sinal EOE(.---.), que já era utilizado na marinha Alemã. Mas como a letra E(.), que se traduz por um único ponto era confundível ou deixava duvidas, foi decidido em 1908 de trocar pela letra S(…) e os seus 3 pontos, mais facilmente audível.

Em radiografia, este sinal é normalmente enviado numa frequência internacional de socorro, o seja 500 kHz ou 8.364 kHz.
Embarcações em distress deverão usar o seguinte sinal: (…---…) Repetido a breves intervalos.
E enviado como se formasse uma única letra, sem intervalos entre as letras. Este sinal Morse foi escolhido porque é facilmente transmissível e reconhecido mesmo com interferência.

Pode ser por sinais luminosos ou sonoros, tipo sirene de navio, apito, espelho ou lâmpadas.

Pode ser também escrevendo as letras SOS em grande e bem visível, de preferência em vez de outro sinal que pode dependendo das circunstâncias ser não interpretado por um sinal de socorro.

Ou seja: ao invés de letras, na verdade esse sinal é apenas um grupo de pontos e traços em formato de código Morse, e isso foi escolhido porque é um padrão gráfico bastante simples e inconfundível. No entanto, pelo fato de esse sinal codificado poder ser descodificado e lido como "SOS", essa palavra passou a ser tratada como um mnemónico para aquele sinal codificado.

> Lendas

No uso popular, SOS foi associado a frases como Save Our Seamen ("salve nossos marinheiros"), Save Our Ship ("salve nosso navio"), Survivors On Shore ("sobreviventes na costa"), Save Our Souls ("salve nossas almas") etc. Essas frases, no entanto, surgiram depois, como forma de ajudar a lembrar as letras correctamente (um retro-acrônimo). Pelo fato de não ser uma sigla, tampouco um acrónimo, a sequência de caracteres "SOS" não é abreviação de nenhum tipo de frase.

É interdito emitir este sinal quando a situação não existe.

Frequências de urgência

O canal europeu de socorros em montanha é o canal E: 161.300 MHz. Também pode utilizar o seu telefone e compor o 112, mesmo se não tiver saldo ou não ser cliente da rede mais próxima.

 
 
  EQUIPAMENTO PARA DESPORTOS DE AVENTURA  
 
  INICIO > MARCHA AFEGÃ  

 

epda Explorer FaceBook TugaWolf Global Systema Salutec epda